SEBRAE INOVA DIGITAL TALKS

Sebrae Inova Digital Talks inspira empreendedores em sua terceira edição

Realização contou com a participação dos empresários Onília Araújo e Geraldo Rufino

Duas histórias inspiradoras que provam que obstáculos fazem, sim, parte de uma trajetória de sucesso. É assim que pode ser resumida a terceira edição do Sebrae Inova Digital Talks, promovida de forma virtual na noite da última quinta-feira, 26 de agosto. O evento, preparatório para a realização do Sebrae Inova Digital em novembro, contou com a participação de Onília Araújo, empreendedora social, empresária contábil e ativista em diversidade de rac¸a, ge^nero e LGBTQIA+, e também do fundador da JR Diesel, maior empresa da América Latina quando o assunto é reciclagem e desmontagem de veículos, Geraldo Rufino.

O superintendente do Sebrae no Distrito Federal, Valdir Oliveira, deu início à transmissão lembrando que obstáculos estão sempre presentes na rotina das pessoas, sobretudo de empreendedores, e que isso não pode atrapalhar a busca pelo sucesso. “Quando acreditamos de verdade em um sonho, temos todas as condições para vencer as barreiras que aparecem pela frente e construir aquilo que tanto queremos e que as outras pessoas tanto precisam. Isso nos faz felizes e, se temos uma missão na vida é essa: ser feliz”, disse Valdir.

Sétima filha de uma família natural de Palmares do Sul, cidade situada no litoral norte do Rio Grande do Sul, Onília Araújo foi a primeira a se apresentar durante a transmissão do Sebrae Inova Digital Talks. A empresária iniciou sua exposição lembrando de sua infância, em que muitas vezes sentou à mesa sabendo que seus irmãos mais velhos não teriam o que comer, já que uma regra estabelecida por sua mãe determinava que os mais novos deveriam comer primeiro. “Eu era a caçula”, frisou.

Onília também falou sobre outros momentos de sua vida, como a época que começou a realizar cursos para iniciar uma trajetória no mercado de trabalho, a importância dos estudos, até a entrada em um escritório em que trabalhou e começou a receber incentivos constantes para fazer uma faculdade. Com o “empurrãozinho” que recebeu, a jovem ingressou na Faculdade de Ciências Contábeis e durante o curso alimentou a vontade de empreender, dando início a uma empresa de inovação contábil que atualmente atende clientes em Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e em Florianópolis. A empresária coloca em prática os valores que recebeu de sua família e também a cultura de incentivo aos seus funcionários, principalmente pela busca de conhecimento.

O sucesso no mundo dos negócios começou a desencadear uma série de ideias em Onília, levando-a a criar um projeto que incentiva a formação de lideranças entre estudantes de escolas públicas a partir do empreendedorismo e também a se descobrir uma ativista antirracista, contribuindo para o empoderamento econômico da população negra. No momento, Onília também está à frente de uma empresa de prototipação de negócios digitais e desenvolvimento de software que desenvolve soluções por meio de um time formado por pessoas pretas/periféricas. Ela também defende a igualdade de gênero no mercado de trabalho e tem investido em uma empresa de criptoativos focada na luta feminista. “Muito além de empreendedora, eu sou intraempreendedora. Todo dia eu me mudo, todo dia eu resolvo problemas, todo dia eu construo negócios que fazem sentido para mim e que fazem muito sentido para as pessoas que estão à minha volta”, comentou.

Na sequência, os participantes do Inova Talks puderam acompanhar a apresentação de Geraldo Rufino. Natural de Minas Gerais e criado na favela do Sapé, em São Paulo, ele se orgulha das dificuldades por que passou quando ainda era criança e, sobretudo, das lições aprendidas com sua mãe, que morreu quando ele tinha apenas sete anos de idade. Um dos maiores ensinamentos de sua mãe, conta Rufino, foi o desenvolvimento da capacidade de conviver com a diversidade. “Somos diferentes, mas temos as mesmas condições. O que um pode o outro pode e isso quem me ensinou foi a grande empreendedora da minha vida, minha mãe. Eu e meus irmãos não podíamos brigar; mamãe nos dava o direito de concordar e foi graças a isso que eu consegui lidar com as diferenças enquanto jogava bola na favela”, conta.

Após a morte da mãe, Geraldo contou que começou a trabalhar ensacando carvão em uma fábrica e saiu de lá para virar catador de latinhas em um lixão. O que ele encontrava, era vendido para um ferro-velho e com isso o garoto ajudava seu pai a proporcionar o café da manhã para toda a sua família. Já aos 13 anos, ele arrumou um emprego como office boy de uma grande empresa dirigida por alemães com a condição de que voltasse a estudar e por lá ficou por 17 anos até sair para se dedicar exclusivamente ao seu próprio negócio, a JR Diesel.

Durante todo esse período, Geraldo, assim como Onília, recebeu constantes incentivos e passou a acreditar em sua capacidade para se tornar o empresário de sucesso que é atualmente. “Eu fui para Harvard. O que tinha de interessante lá? Era a fé, a capacidade de acreditar, o exercício do “quando você acredita, você transforma”. “Eles têm tanta noção disso no campus que quem vai para lá também passa a acreditar nisso e se torna melhor. É assim que venho fazendo na minha trajetória”, afirmou o empresário que, com muita determinação, não só administra sua empresa como incentiva toda a sua família a empreender.

Caso tenha perdido a transmissão ao vivo, não se preocupe. Acesse o site www.sebraeinovadigital.com.br e confira a íntegra da palestra. O conteúdo ficará disponível por tempo indeterminado.

 

Informações para a imprensa

Paulo César Gusmão Gomes

Gerente ASCOM – Assessoria de Comunicação

Fone: (61) 9288 0958
e-mail: paulo.gomes@df.sebrae.com.br

                                       

Christiane de Souza Gnone 

Fone: (61) 98128 2400 
e-mail: 
christiane@df.sebrae.com.br