EXPOABRA

Sebrae detalha suas contribuições para a melhoria da produção orgânica no DF

Soluções foram apresentadas em painel promovido durante a Semana do Alimento Orgânico no Distrito Federal pela diretora técnica da instituição, Rose Rainha

A produção de alimentos orgânicos tem crescido significativamente nos últimos anos. Os brasilienses estão inseridos dentro desse público que, cada vez mais, opta por adquirir alimentos saudáveis e saborosos, produzidos sem o uso de agrotóxicos ou fertilizantes químicos.

Para garantir que a produção de alimentos orgânicos continue a contribuir com a saúde e o bem estar dos consumidores brasilienses, o Sebrae no Distrito Federal dispõe de uma série de soluções que foram apresentadas pela diretora técnica da instituição, Rose Rainha, durante o painel “Contribuições das instituições públicas na produção orgânica”, realizado durante a edição 2021 da Semana do Alimento Orgânico no Distrito Federal, iniciativa que foi parte integrante da programação da Exposição Agropecuária de Brasília (Expoabra).

A ideia do painel foi apresentar palestras técnicas, ressaltando os benefícios do alimento orgânico na segurança alimentar e nutricional e destacar como o agronegócio pode investir, se especializar e fomentar esse segmento de produção.

Em sua apresentação, a diretora técnica do Sebrae no DF destacou que a instituição tem a missão de estar próxima ao pequeno negócio, fomentando e ajudando os empresários, não sendo diferente com o pequeno empreendedor rural. Rose observou que o Sebrae tem apoiado, ao longo de mais de 20 anos, diversos programas para atender a agricultura orgânica, desenvolvendo projetos, ações e atuando diretamente com o produtor local.

Um dos pilares do Sebrae que Rose Rainha destacou durante a sua apresentação foi o desenvolvimento de consultorias, promovidas no âmbito no Sebraetec, solução que promove a melhoria de processos, produtos e serviços por meio do acesso à inovação. “Nas consultorias, abordamos a certificação de produtos orgânicos, além da adequação e regulação da produção orgânica no Brasil. Também oferecemos consultorias técnicas de boas práticas agrícolas, criação de identidade visual, registro de marcas, elaboração de cardápios, rotulagem de alimentos, entre vários tipos de serviços especializados aos quais os pequenos produtores podem ter acesso”, afirmou a diretora do Sebrae no DF.

Com a crise sanitária imposta pela covid-19, o Sebrae no DF disponibilizou diversas consultorias gratuitas em 18 áreas para atender tanto aos pequenos empresários como aos produtores rurais formalizados de qualquer segmento do agronegócio. Ao todo, a instituição já acumula mais de 50 mil horas de consultorias, missões técnicas e parcerias com feiras e exposições para atender aos empresários do setor agrícola.

“Aqui, neste painel, nós tentamos trazer um pouco do nosso universo de atendimento ao pequeno negócio, e colocamos o Sebrae DF à disposição. Temos inúmeras formas de estar ao lado dos produtores, apoiando na melhoria, no desenvolvimento ou na implantação do negócio. Quando o produtor pensar em negócio, pode pensar no Sebrae. Estamos disponíveis para contribuir com a produção orgânica e fazê-la cada vez maior”, conclui Rose Rainha.

Atualmente, 257 produtores do Distrito Federal são certificados como orgânicos, ou seja, produzem alimentos de acordo com o que estabelece a Lei 10.831 de 2003.

 

Informações para a imprensa

Paulo César Gusmão Gomes

Gerente ASCOM – Assessoria de Comunicação

Fone: (61) 9288 0958
e-mail: paulo.gomes@df.sebrae.com.br                

Christiane de Souza Gnone 

Fone: (61) 98128 2400 
e-mail: 
christiane@df.sebrae.com.br