CASO DE SUCESSO

Empreender é querer aprender

Eduardo Lustosa, proprietário da academia Uniclass Fitness, começou a empreender após um sequestro relâmpago e contou com apoio do Sebrae para fazer de sua empresa uma das mais reconhecidas no segmento no DF

Empreender é uma realidade que faz parte do cotidiano de milhares de pessoas. No entanto, tornar esse conceito realidade é um processo que vai muito além do simples ato de criar o próprio negócio. Empreender é uma atividade em que o aprendizado é indispensável, assim como uma série de atitudes, como determinação, disciplina, interesse, motivação, atenção e perseverança. Porém, acima de tudo, é necessário ter vontade de aprender.

Assim pode ser brevemente resumida a trajetória do empresário Eduardo Lustosa, 35 anos, dono da academia Uniclass Fitness, empresa fundada em 2010 a partir do sonho de levar melhor qualidade de vida a pessoas que buscam resultados positivos em sua forma física e que conta com unidades no Cruzeiro Novo, no Clube Pandiá, localizado no Setor Militar Urbano, e também no município mineiro de Centralina.

O sonho de ter o próprio negócio começou a acompanhar Eduardo ainda durante a sua primeira graduação, em educação física. As primeiras ideias eram das mais variadas e o jovem estudante chegou a cogitar, inclusive, de abrir uma pequena creperia. No entanto, nada chegou a se concretizar e com o passar dos anos Eduardo alimentou a vontade de ter sua própria academia e completou a sua primeira graduação.

O tempo passou. Com o diploma de educação física em mãos e sedento por conquistar mais conhecimentos sobre a saúde do corpo humano, Eduardo resolveu iniciar uma faculdade de nutrição, voltando assim a conciliar a rotina de estudos com a do trabalho. Ele ministrava aulas de jiu-jitsu na faculdade e em quatro academias do DF. “Naquela época já havia sinais do empreendedorismo em minha vida. Nas academias eu ganhava por aluno e na faculdade o meu trabalho me proporcionou uma bolsa de estudos que foi fundamental para minha formação”, relembra.

No entanto, nesse período, o jovem – então com 24 anos – foi vítima de um sequestro seguido de roubo. Após ser abordado e agredido com coronhadas na cabeça, ele foi abandonado sem carro e sem celular em uma região rural do DF, sendo obrigado a retornar a pé para a área urbana, onde conseguiu contato com seus pais e registrou um boletim de ocorrência.

Três meses depois do ocorrido, Eduardo recebeu da seguradora a indenização pelo roubo do carro e naquele exato momento veio à mente o desejo de investir o dinheiro em um negócio próprio e não em um novo veículo. “Fiquei sabendo que uma academia que eu já havia trabalhado estava à venda e fui atrás. A ideia, infelizmente, não se desenvolveu, mas como eu estava determinado, procurei meus pais e, com muita insistência, os convenci a investir em algo junto comigo”, conta.

O sinal verde levou Eduardo a fazer um empréstimo para iniciar as atividades de sua empresa. Ele colocou o apartamento da família como garantia e, já com o dinheiro nas mãos, adquiriu a estrutura do que hoje é a matriz da Uniclass Fitness, no Cruzeiro Novo. Determinado a fazer a empresa decolar, procurou o apoio do Sebrae no Distrito Federal para aprender sobre processos de gestão. “Sabia que precisava me tornar um gestor. Era uma necessidade e fui atrás de quem entendia do assunto, já que na faculdade não aprendi nada sobre isso”, diz o empresário, que busca manter-se qualificado para atender às exigências do mercado. “Depois que conclui minha segunda graduação, eu sempre procurei me manter atualizado. Conclui certificações em educação física, em nutrição e ampliei minhas participações em cursos de gestão. Mantenho uma média de oito a dez por ano”, acrescenta.

A presença de Eduardo em cursos oferecidos pelo Sebrae é quase sempre certa. O empresário estima já ter participado da maioria das soluções atualmente disponibilizadas pela instituição, mas salienta que o planejamento estratégico, elaborado no início de sua caminhada empresarial, foi de fundamental importância para a Uniclass Fitness continuar a explorar as oportunidades existentes no mercado e sobretudo preservando os avanços alcançados em pouco mais de dez anos.

Durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus, não poderia ser diferente e o empresário ficou atento a todas as soluções que o Sebrae desenvolveu e resolveu apostar em uma iniciativa que contribuísse – ainda mais – para aumentar a visibilidade da academia nas plataformas digitais. “Apesar de já possuirmos perfis nas redes sociais, canal no YouTube e termos uma interação virtual com o nosso público já bem consolidada, contratamos a consultoria Presença Digital do Zero. Foi um decisão essencial para ampliarmos nossa comunicação; melhoramos a forma como a empresa aparecia nos produtos do Google e fizemos pequenos ajustes nas demais redes para potencializar o nosso alcance”, explica Eduardo.

O desenvolvimento de boas práticas de gestão não serviram apenas para o crescimento da academia, mas também renderam reconhecimentos a Eduardo e à sua equipe. Por três vezes a marca representou o Distrito Federal no Prêmio MPE Brasil, iniciativa organizada pelo Sebrae com o objetivo de promover o aumento da qualidade, produtividade e competitividade de micro e pequenas empresas, sendo uma das campeãs nacionais em 2014.

Além disso, a empresa já foi homenageada pela Câmara Legislativa do DF devido aos serviços prestados à comunidade. “Todo esse reconhecimento é para nós um grande diferencial de mercado. É algo que fica exposto em nossa matriz para os clientes verem e entenderem que somos uma empresa referência no mercado fitness. Temos orgulho em dizer que somos reconhecidos pelo Sebrae. Isso nos dá alegria”, garante o empresário.

O reconhecimento do Sebrae não fica apenas exposto em uma estante ou nas paredes da academia. Eduardo fez questão de colocar as premiações nos uniformes dos colaboradores e também em uma publicidade que está incorporada à estrutura da sede matriz da academia.

Tanto prestígio chamou a atenção de atletas nacionalmente conhecidos, como a ex-nadadora Joanna Maranhão e o judoca Luciano Corrêa, que costumam frequentar as instalações da Uniclass Fitness quando estão no DF. O lutador Vinicius Moreira Castro, mais conhecido como Mamute, que compete na categoria dos meio-pesados do UFC, também é figura cativa na academia. Vinicius, inclusive é patrocinado pela marca, assim como a equipe do Brasília Vôlei, o time de futsal da ARUC e um grupo de dez crianças que vivem em situação de vulnerabilidade na Cidade Estrutural. “Incentivamos a prática esportiva como vetor de mudança”, completa Eduardo.

Atualmente, as duas unidades da academia no DF contam com cerca de 60 colaboradores e oferecem mais de 20 modalidades esportivas a 1.500 alunos, como musculação cycling indoor, ginástica localizada, aulas de dança, zumba, pilates, natação, hidroginástica, boxe, jiu-jitsu e muay-thai.  Na matriz também está disponível acompanhamento com nutricionista e duas novas apostas: um espaço estético onde será possível realizar massagens, drenagens linfáticas, entre outros serviços, e atividades no contraturno escolar, iniciativa na qual a academia oferece opções diferenciadas para crianças e adolescentes nos momentos em que eles não estão na escola. No momento são oferecidas aulas de natação, teatro, ballet, dentre outras.

 

Informações para a imprensa

 

Paulo César Gusmão Gomes

Gerente ASCOM – Assessoria de Comunicação

Fone: (55 61) 3362.1659 / 9288 0958
e-mail: paulo.gomes@df.sebrae.com.br           

Christiane de Souza Gnone 

Fone: (55 61) 3362.1659/ 98128 2400 
e-mail: 
christiane@df.sebrae.com.br

Tags: Sebrae no DF, caso de sucesso