DESENVOLVIMENTO RURAL

Conselheiros de desenvolvimento rural participam de capacitação em políticas públicas

Iniciativa da Secretaria de Agricultura conta com o apoio do Sebrae no DF e tem o objetivo de melhorar a vida na zona rural da região

O auditório da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (Seagri), na Asa Norte, recebeu na última segunda-feira, 10 de fevereiro, o primeiro encontro do Programa de Capacitação do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável local (CDRS). A iniciativa é capitaneada pela própria secretaria e conta com apoio do Sebrae no DF para aprimorar o trabalho do grupo de conselheiros e criar políticas públicas que facilitem a rotina daqueles que empreendem na zona rural do DF.

O CDRS foi criado em 2011, sendo constituído pelos presidentes e secretários-executivos dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento Rural Sustentável do DF (CRDRS). Estes têm por finalidade propor diretrizes para elaboração e implementação de políticas públicas que visem desenvolvimento rural sustentável, a reforma agrária e a agricultura familiar. Ao todo, presidentes e secretários-executivos dos nove conselhos regionais que formam o CDRS participaram da iniciativa, que contará com a realização de outros quatro encontros.

Por se tratar de um grupo focado no desenvolvimento de políticas públicas para o desenvolvimento econômico rural, a Seagri solicitou o apoio do Sebrae no DF, que logo atendeu à necessidade da Secretaria, já que a ação é convergente com os objetivos do Projeto Cidade Empreendedora, uma parceria estabelecida entre Sebrae e o GDF durante o ano passado.

O gerente da Assessoria de Gestão Estratégica e Políticas Públicas do Sebrae no DF, Jorge Adriano Soares, esteve presente à abertura da capacitação e salientou que a instituição não tem medido esforços para oferecer uma contribuição cada vez mais intensa ao desenvolvimento do agronegócio no Distrito Federal. “Queremos instrumentalizar essa equipe de conselheiros rurais e dar todo o suporte que for preciso para que o trabalho no campo seja cada vez mais fácil e produtivo”, comentou.

A presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater/DF), Denise Fonseca, também marcou presença durante a abertura das atividades e salientou a importância da figura dos conselheiros. “Não há ninguém melhor do que vocês para apontar as ações que devem melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores e empreendedores rurais do nosso DF. Vocês são protagonistas do nosso futuro; do futuro agro do Brasil”, salientou.

Na sequência da abertura, o secretário de Agricultura, Luciano Mendes, colocou a entidade à disposição do grupo de conselheiros e reforçou a necessidade de promover debates para solucionar problemas na zona rural do DF. “Temos que utilizar mais o instrumento Conselho dentro da Secretaria. Temos que ser mais propositivos tanto nas reuniões dos conselhos regionais, quanto nas do distrital e para conhecermos as reais dificuldades de quem tira do campo o seu sustento. Nós já amadurecemos, mas é o momento de rever nossas ações e repensar nossas posturas”, comentou o secretário.

Atual secretário-executivo do CRDRS de Sobradinho, Francisco Lucena, mais conhecido como Chiquinho, afirma não ter dúvidas de que o trabalho do grupo de conselheiros tornará a vida rural no DF ainda melhor. “Acredito que o nivelamento de conhecimento seja necessário para o cargo a qual fomos eleitos e estamos buscando por esse aprimoramento. Somos de regiões diversas e precisamos trabalhar em unidade para definirmos as prioridades e ampliar o potencial de nossa área rural”, observou.

O presidente do CRDRS de Brazlândia, Lauro dos Santos, também se mostrou animado com o início da capacitação. A área rural que ele representa é uma das maiores do DF e nos últimos anos enfrentou uma série de problemas como a crise hídrica, que rendeu um prejuízo milionário à agricultura local. “Temos que pensar em trazer mais inovação para os nossos campos. Desse modo conseguiremos produzir mais e melhor. Para Brazlândia, em especial, é preciso que pensemos em novos meios para comercializar o que sai da nossa área rural”, conta.

Nos próximos quatro encontros serão trabalhados temas como liderança participativa, comunicação assertiva, representações coletivas - associativismo, cooperativismo e outras formas de incentivo à participação coletiva - agroindústrias, turismo rural, de aventura, silvicultura e energias limpas.

Informações para a imprensa

Paulo César Gusmão Gomes

Gerente ASCOM – Assessoria de Comunicação

Fone: (55 61) 3362.1659 / 9288 0958
e-mail: paulo.gomes@df.sebrae.com.br                   

Christiane de Souza Gnone 

Fone: (55 61) 3362.1659/ 98128 2400 
e-mail: christiane@df.sebrae.com.br